Postagens

Mostrando postagens de 2018

-

Meu peito se descosturou hoje, antes das 8h da manhã, é desumano o trabalho dos últimos meses ser jogado no lixo em segundos, o meu corpo desobediente quer se reportar ao teu, mesmo eu dizendo "não faz isso, não sente assim, não dá mais, já passou!". Eu me dei conta da profundidade, que existe uma ferida - agora infeccionada. O teu rosto pálido, em meu rosto os olhos se apertando de aflição, o sentimento não mais se encaixa, porque será que a gente junto era fora de órbita? um planeta girando rápido demais.
A saudade ignorada todos os dias quando vou dormir. A cura de todas as necessidades e faltas, vai levar mais um tempo.

-

* Eu procuro aceitação de gente que me repele Em abraços que não me cabem Em corpos que pedem distancia do meu Qual o sentido disso? Se alguém souber explicar, faz isso. Porque eu já não sei o que fazer. *

-

Queria dizer que cada vez que pronunciam teu nome, parece que uma faca vai cortar toda minha pele, e as vezes eu lembro dos dias... já estava bem claro, nós seríamos apenas fogo de palha prestes a se apagar, todo mundo viu, eu também vi, mas sucumbi a cegueira emocional do querer te ter do lado, enquanto isso tento silenciar todas as vozes que tenho dentro de mim, não quero escutar o que elas dizem, que o meu silêncio seja o delas.

-

* Você não era nada Foi o meu peito que inventou Essa ideia de te fazer ficar. *

-

* Eu já morei em dois planetas: o vazio e o cheio. Eu prefiro a solidão em que habito atualmente. *

A dor que mora no meu pescoço

TUDO se juntou e virou uma dor que mora no meu pescoço A saudade virou uma dor que mora no meu pescoço  O cansaço virou uma dor que mora no meu pescoço A tristeza virou uma dor que mora no meu pescoço O estresse virou uma dor que mora no meu pescoço.

-

Essa semana tem sido louca... tenho a impressão de estar caminhando em cima de limites, tenho me ocupado ao máximo, se não tem nada pra fazer invento qualquer coisa que possa prender toda atenção. Vi muitos planejamentos caírem por terra, outros se apresentarem sem que eu tenha pensado na possibilidade, a vida vai se costurando numa boa, desde que não pense além das obrigações. Passei pelos corredores vazios, vi uma aviso que marcava o dia 21, os números poderiam ter me deixado uma marca ruim, pensei em como tempo tem passado rápido e lento dependendo das fases, me sinto forte e tão dona de mim de um jeito que achei não ser possível até uns meses atrás, eu quero  agarrar o mundo por mim, eu me vejo, e a vista daqui é muito boa.

-

Que o meu peito não desabe no dia a dia, na poeira do passado, no corpo pesado efeito dos comprimidos. Há corações que não respeitam medidas, já nasceram feitos pra passar dos limites, não há catequese capaz de fazê-los seguir o caminho do bom senso. Eu quis anestesia pra não sentir dor, amnésia pros pensamentos que queriam fazer morada nos dias de paz, desrespeitar o tempo que me fez acreditar e desacreditar depois, no centésimo de segundo, gostaria de ter desobedecido o impeto, de estar no lugar em que achei que iria desfazer as bagagens, chamar de "meu lugar" pois lá seria meu repouso. Estou voltando pro meu corpo, tenho tudo aqui... armas pra lutar, remédios pra curar, foram anos de uma falta eterna de mim mesma, ignorei por não saber enxergar o reflexo no espelho, por mais que eu tentasse somar em terceiros os vazios do meu próprio peito. Aprendi por errar, os erros são a escola de onde eu nunca saí, pois que não saia,"em matéria de amor somos todos repetentes&quo…

-

* Peço pra saudade  parar de gritar teu nome Cada vez que fecho os olhos. *

-

A data de nascimento traz consigo três dígitos do infinito, eu carrego o peso da grandiosidade no corpo inteiro, a alma embarca nessa viagem que nunca saberei onde vou parar. Ofereço muito, não quero mais essa gente que me devolve migalhas, não quero mais adicionar fermento pra fazer crescer o que jamais haverá.

-

Eu não quero ser a pessoa que anda de olhos abertos, com medo que durante a piscadela uma grade coisa seja perdida, sigo com todos os radares ligados, mesmo assim vi por várias e variadas vezes as coisas escorrem das mãos, não tenho nada, jamais tive, a mão não segura, uns líquidos, outros pó, os olhos viram uma miragem que não se pode tocar, apenas admirar, não gosto de enfeites. Ninguém é capaz de segurar minha mão e me levar pra passear sobre as ondas, eu sobrevivo depois de quase afogar, dispenso o acessório de segurança pro possível resgate, viver é a única saída.

-

* Nunca gostei de ninguém Nunca fiz amor com ninguém Nunca amei ninguém Nem mesmo a mim. *

Quarentena da saudade

A minha voz se perde no meio da trajetória, cala que passa... não alimenta e não pensa na saudade. Foi minuto passado, mas já se foram 41 dias exatos, para de apegar a matemática pra medir números que fazem as lágrimas caírem, contas de saudade nunca vão fazer sentido, falta pouco pra zerar e recomeçar a contagem, vai ser mais tempo separados do que juntos, tudo que eu nunca quis.

-

* Preciso de mais Eu não sei pedir Eu só sei sentir. *

-

* Não mata meu amor afogado Nesse mar de não. *

-

* Tem dias que não sinto nada Em outros eu sangro por dentro O ar vai faltar porque não senti teu cheiro A pele vai arrepiar porque seu toque não visita mais meu corpo E todos os dias eu vou tentar Me refazer aos poucos. *

-

* Me chama pra ir ti Não fecha as portas Me deixar entrar Vou continuar batendo Mas até quando? Ninguém sabe dizer. *

-

* Vem cá, menino Me deixa te dizer ao pé do ouvido: "O teu sorriso me ilumina o dia". *

-

*
Que a incerteza do futuro não te roube o ar.
*

-

* Quanto mais eu quero nós menos eu tenho Eu quero um MAR de nós profundo e imenso Por agora tem uma poça de lágrimas que chorei por sua ausência. *
Ouvir: Por perto - Pato Fu.

-

A gente já não tem mais o frescor dos primeiros dias, quando éramos inéditos um pro outro, eu continuo na mesma vibe da recém descoberta, mas você parece ter gasto tudo que havia de novo em mim. Deito no sofá que tu sentou na primeira semana, sou capaz de sentir o teu beijo no meu pescoço tamanha saudade que tenho daquele dia, preciso dizer que meu coração para a cada mensagem visualizada sem resposta, me recolho ao silêncio na tentativa que tu não decrete nosso fim de longe. Eu ainda acredito em nós. Tenho lido os últimos capítulos da nossa história com uma certa apreensão, me passou trezentas vezes retomar o projeto "pedaço de pau 2018", mas não encontro forças suficientes de me privar do que ainda não vivemos, o que tiver de acontecer que aconteça, eu escolheria em todas as vezes abrir as portas e janelas do meu mundo pra você entrar.
Ouvir: In my blood - Shawn Mendes

Eu não tenho palavras...

Tentei ler meus autores, procurei neles as palavras que me escaparam esses dias em que parece estarmos vivendo num coma coletivo de incredulidade.
Eu tive uma conversa esses dias que me fez divagar, a gente falava sobre os pedaços que a vida vai arrancando da gente nessa trajetória de viver, eu lhe dizia das minhas perdas, pensava a todo instante… cada um dos meus que vai embora, é um pedaço bem grande meu que se vai junto. Nós todos sabemos que esses pedaços não são reconstituídos, passamos a sobreviver sem eles, conviver com esses espaços parece insuportável, o tempo vai passando e aprendemos a olhar pro vazio sem que a dor nos impeça de continuar, Deus nos dará forças. E como continuar? Não é tarefa fácil, precisamos nos refazer, porque infelizmente vamos continuar perdendo, seja pra vida, seja pra morte… deixemos ir, crendo que Deus guie e os guarde. (...)

-

A nossa relação não é uma corrida maluca sobre quem sente mais ou quem sente menos, e sim como estarmos juntos nos faz bem. Eu queria que teus olhos se focassem apenas no quesito qualidade, que isso te trouxesse calma, ah se pudesse te emprestar meus olhos... será que adiantaria?

-

As horas do relógio não são suficientes Eu peço solenemente que o tempo nos comporte. (...)

-

"O medo é que faz não vejas, nem ouças porque um dos defeitos do medo é turvar os sentidos, e fazem que pareçam as coisas outras do que são"... (Dom Quixote)

Eu me voltei pra você de peito aberto, como quem está prestes a receber uma punhalada que vai transpassar a carne, tenho medo, por mais que teime em abafar ou fingir a sua invisibilidade, não é sobre esses encaixes que a vida nos ensinou o tempo todo, não é preciso, o que vai importar quando caso eu precise, é que você esteja lá disposto a entender, enquanto espanto todos moinhos de vento prontos pra me atingir.

Ouvir: Dom Quixote - Engenheiros do Hawaii

Um coração só

O coração sempre vai ser aquele estacionamento grande e vazio, o tamanho do espaço me fez chorar dia desses, não sei pra quê tanto a ser preenchido, quando na verdade nunca foi. Quero olhar pra esse vácuo cheio de uma falta sem o sentimento de desespero, um coração vai ser pra sempre só porque ele já nasceu dependendo apenas de mim. A luta que travo todos os dias é pra enxergar isso com clareza, desejando acima de tudo me tornar melhor.

-

Houve um tempo em que eu me revirava em explicações plausíveis pra todas as coisas que aconteciam de maneira inesperada, lembro de torcer por reviravoltas mesmo diante de certezas absolutas, elas eram imutáveis...  Consigo identificar quase de imediato quando algo ou alguém alcança os meus detalhes, quase me despindo, a minha reação natural é de espanto, depois empolgação, em seguida medo. Eu te identifiquei capturando um dos meus detalhes, a reação foi nova, de me desconhecer, estou descobrindo agora essa pessoa nova que encontrei em mim, tu despertou ela.  Quero abraçar a tranquilidade da gente, proteger em uma redoma, eu sei que isso aqui não é a história do Pequeno Príncipe, mas não custa nada desejar. Eu sinto paz, achei ela no meio dos escombros das minhas bagagens quando você chegou na minha vida.
"A nossa paz é a gente que faz."


Ouvir: Seus Passos - Skank

Votos de ano novo

Eu sempre penso em ti nesses finais, contigo fui começo de um sentimento que nunca se acabou. Ele vem se transformando a cada ano que passa e você não está. Um ano novo, é minha nova chance de te dar o tratamento do passado que você se tornou faz tempo, por insistir em continuar mais do que devia adiando olhar pra frente. Que tu seja muito feliz... Fica bem e se cuida.