Sobre meu ser...

"Quando lhe faltar razão, que enfim fale o coração".
(Hélio Flanders)

sábado, 28 de junho de 2014

-

Talvez seja o início da madrugada sem expectativa, talvez seja o ar que não me traga nenhum pressagio, tudo parou e ao que tudo indica vai continuar assim. Eu não amadureci, mesmo que todo mundo diga, até façam oba oba, ainda sim, cá comigo ainda me sinto a mesma inconsequente dos anos anteriores.
Eu nem vi quando a "mudança" se instalou, reconheço tem coisas que não faria novamente, a falta de coragem jamais suportaria tal ousadia. Estou estranhamente mais forte sentimentalmente, e isso sim, é capaz de me assustar, no curso natural da vida essa calmaria não seria possível, mas aproveito o momento, tenho consciência dessa condição, pois quando acabar eu vou lembrar desse momento com toda saudade. 


quinta-feira, 26 de junho de 2014

-

A cada dia que passa eu só reforço a certeza de que eu nunca deveria ter crescido, fiquei lembrando durante essa interminável semana que por mero acaso segue se arrastado e transformando esforços em frustrações, mas continuando... Não sei o que estava fazendo há exatamente 20 anos atrás, só me recordo de ser imensamente feliz como eu nunca fui desde que cheguei a "idade adulta", tenho a certeza de que aproveitei cada segundinho daquele precioso tempo, em que a minha única preocupação era não perder o desenho animado matinal.
Não consigo mais discorrer sobre, tá me dando uma tristeza, vou parar por aqui.