Sobre meu ser...

"Quando lhe faltar razão, que enfim fale o coração".
(Hélio Flanders)

quinta-feira, 26 de julho de 2012

Pronta pra mais uma conta


O título é um trocadilho barato e sem graça, é bem como me sinto perto do meu aniversário que será daqui alguns dias, não guardo as lembranças mais bonitas do meu aniversário, a maioria deles foram em dias que meu humor estava péssimo, mas até que esse ano eu estou levando as vibrações da data numa boa, se compararmos aos anos anteriores.
Não sei dizer detalhadamente como estou, as coisas andam bem mais ou menos pro meu lado, nada acontece, não estou triste, mas também não estou explodindo de alegria, venho mantendo um estado de equilíbrio que é de dar dó. Ainda sim está estranho.
Nessa minha mania de que por trás de cada frase tem uma mensagem subliminar, que algo espetacular vai acontecer pra mudar tudo, que vai pegar todo mundo de surpresa inclusive a mim, pra depois eu sair falando que sabia que estava sentindo que alguma coisa iria acontecer, é muito bom dizer isso.
Pelo andar dessa carroça dia 04 eu vou receber os mesmos abraços, aquele desejo de felicidade via facebook com os mesmo caracteres do ano passado – coisa que eu não me importo o que vale é a intenção de quem escreveu e os desejos isso sim é importante, sem falar nas ligações, sms...
Mas o que sempre ganhar em disparado a minha comoção será aquele parabéns que não virá, mesmo eu não perdendo as esperanças até às 23h59min.

P.S: Farei duas décadas e o tempo de intervalo entre copas do mundo, olha que nem precisa ser bom de conta pra acertar essa.

sábado, 21 de julho de 2012

Achando...


Acho que eu quero ter um filho, ele/ela não terá a letra Y em seu nome, já basta os traumas que eu acumulei ao longa da vida  por causa da bendita letra.
Acho que eu quero me casar, pra construirmos uma casinha na frente da praia, e quando nós dois estivermos bem velhinhos, vamos estar sentados na cadeira de balanço vendo as ondas se formar.
Acho que eu quero realizar o sonho da minha mãe e fazer medicina
Acho que eu quero ser bem menos reclamona.
Acho que eu quero só aceitar o que a vida me oferece sem fazer nenhum um biquinho em discordância.
Mas hoje eu quero um emprego que já tá de bom tamanho.