Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2013

Para: Alguém II

A cadeira não comporta meu corpo, a cabeça está pesando mais de mil quilos, qualquer pergunta estúpida me aborrece, tira meu folego e a atenção pra continuar focada na explicação da professora. Acho que vou acordar doente amanhã.


P.S: Queria ter a sensibilidade de olhar pro outro e não julgar.

-

* Esperei um email que não chegou Esperei uma palavra que nunca foi pronunciada Esperei que o tempo me curasse Esperei o esquecimento... Mas esse nunca veio. *


-

E se eu fosse teu lugar
(...)

Para: Alguém

O dia amanheceu sem lembranças, principalmente as que eu ainda teimo em guardar, aparentemente nada seria  capaz de ascender a memória, mas uma música tocou... uma que elegi pra ser a trilha sonora daquela história, isso me deixou em choque parei tudo que estava fazendo, sentei na cadeira e só pensei: eu podia ter sido bem mais feliz.

Que noite 05.06.13

Imagem
A quarta-feira passada vai ser para sempre um dia especial, até quando eu ficar velhinha espero que a memória não me falte mesmo se já for a hora. Fui ver a palestra do Fabrício Carpinejar  a possibilidade saltava aos olhos só com as notícias de que finalmente ele viria, fui como fâ com a expectativa de apenas absorver ao máximo tudo que ele tinha a dizer, fui desarmada de todos os acessórios imprescindíveis de fâ: sem máquina fotográfica, sem livro, sem ser  bloquinho e caneta não levei nada, apenas minha admiração e ansiedade. Pra começar cheguei atrasada e aflita com medo que já não houvessem ingressos à disposição, com o pensamento da minha marca registrada, "se for pra ser vai ser". Ao chegar no teatro a primeira fila já estava ocupada, só me restava uma única cadeira vazia na segunda fila, no cantinho perto do palco - melhor que o fundão com certeza! Eis que ele surge no meio das pessoas, acessível, atencioso, e atrapalhando a cantora lírica que se apresentava, só lam…

-

Eu ultrapassei a expectativa, fui além do esperado hoje eu sei. Porque de alguma maneira sentir isso tenha se tornado meu alimento e combustível pra continuar vivendo, a cada suspiro, a cada vez que coloco a cabeça no travesseiro e imploro a Deus em minhas orações que te ponha nos meus sonhos pra matar a saudade. Quero sua companhia na espera do ônibus, quero te mostrar a infinidade de músicas, filmes, e outras tantas coisas legais que eu tenho descoberto.  Você é o risco ao meu "bem estar", e só por você eu aceitaria o risco de me quebrar em mil caquinhos de novo.

Pra começar.

"Deixa pra lá
Esquece abstrai
Releve e põe uma pedra em cima disso aí e vai"... (ad infinitum).