Sobre meu ser...

"Quando lhe faltar razão, que enfim fale o coração".
(Hélio Flanders)

sábado, 28 de janeiro de 2012

Interpretação de sinais divinos

Você leva ao pé da letra os sinais divinos? Correção você acredita em sinais divinos?
Eu acredito às vezes, quando os peço, nos momentos de indecisão ou quando eles chegam de surpresa e nos pegam literalmente com as calças nas mãos. Você pode encarar o tal sinal de duas formas: a positiva de que não era pra ser e tentar se conformar, a negativa que foi falta de atitude diante da situação. Tudo muito contraditório.
Daí pra você se sentir a garota de seriado americano está há um passo. Se senta e espera que a vida ponha todos os obstáculos e em seguida você se põe a lamentar que tudo é injusto, vai pra uma balada com um bando de amigas, ou na pior das hipóteses se agarra a uma panela de brigadeiro com uma caixa de lenços do lado, enquanto pensa que tudo podia ter sido diferente...
Sinais vocês podiam ser mais explicativos, vir com uma mensagem que nem os biscoitos da sorte.
Vá atrás do seu biscoito e retire sua mensagem, é o único conselho que eu posso dar.

quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

Palavras alheias II



Lifehouse - Blind (Jason Wade)


Cego
Eu era jovem, mas não era ingênuo
Eu assisti sem poder fazer nada, enqunto você ia embora
Eu ainda tenho a dor que devo carregar
Um passado tão profundo que nem você poderia enterrar se tentasse
Depois de todo esse tempo
Eu nunca pensei que nós estaríamos aqui
Nunca pensei que nós estaríamos aqui
Quando meu amor por você era cego
Mas eu não consegui fazer você ver isto
Não conseguia fazer você ver
Que eu te amei mais do que você jamais vai saber
E uma parte de mim morreu quando eu deixei você ir
Eu dormia somente na esperança de sonhar
Que tudo seria como antes
Mas noites como essas parecem estar passando lentamente
Elas desaparecem conforme a realidade vem à tona
Eu nunca pensei que nós estaríamos aqui
Nunca pensei que nós estaríamos aqui
Quando o meu amor por você era cego
Mas eu não consegui fazer você ver isto
Não conseguia fazer você ver
Que eu te amei mais do que você jamais vai saber
E uma parte de mim morreu quando eu deixei você ir
Depois de tudo isto
Você gostaria de partir?
Talvez você não pudesse acreditar
Que meu amor por você era cego
Mas eu não congui fazer você ver isto
Não conseguia fazer você ver
Que eu te amei mais do que você jamais vai saber
E uma parte de mim morreu quando eu deixei você ir.

terça-feira, 24 de janeiro de 2012

Idiotismo

Eu estava aqui refletindo sobre o quanto uma pessoa pode ser idiota quando quer, no caso eu que fique bem claro. Sabe eu podia me arrastar aos teus pés, chorar feito um bebê, colocar uma faixa bem grande na porta da tua casa só pra chamar tua atenção que de nada adiantaria.

Você me lê, faz tua própria interpretação e isso me mata, porque às vezes nós só enxergamos aquilo que queremos ver, vendamos nossos olhos. Muita coisa errada, teus erros agregados ao meu idiotismo: combinação fatal. Tentar me distrair ou um milagre divino seja operado em mim pra esquecer o que veio antes me parece uma ótima saída, ressalto é idiotismo permanecer nessa.

Por mais que eu saiba por onde começar, de todos os tutoriais pra me dar bem é o processo mais difícil do qual já passei, porque não consigo começá-lo e imaginar como será seu término fica impossível... a impressão de que não estou fazendo certo nem tentado com todas as forças, posso ser melhor que isso é claro.


sábado, 21 de janeiro de 2012

Me poupe

Eu não consigo me poupar quando se trata de você. Tu desperta um lado meu que não imaginava ter, mas enxergo o quanto isso é errado, investimento sem nenhuma garantia de retorno as chances de tudo ir por água baixo são devastadoras.
Nessa tentativa louca de quebrar a cara outra vez, sei de todos os riscos e quem disse que eu tomo jeito, me reviro num sentimento que nada me traz de bom.
Os conselhos não adiantarão se eu continuar ignorando, preciso me poupar.


quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

Loucura você voltou

As crises voltaram aquelas mesmas de vários sintomas de me deixar sempre a beira de cometer uma loucura. Ontem quase coloquei tudo a perder mais uma vez na ansiedade de falar das coisas que me fazem ser essa pessoa que estou sendo, até então.
Gastei quatro horas do meu tempo te esperando, e quando essas horas passaram percebi o que estava fazendo. Ainda bem que os amigos existem, pra te acalmar e colocar o pé no freio.
Eu dou um valor absurdo a coisas que não deviam significar tanto, é tão difícil olhar pra mim com mais carinho e esquecer o que vejo quando olho pra fora, a visão se colocou em um foco que nada consegue desviar meus olhos, antes fosse só meus olhos vai levando partes de mim, tenho consciência que no final não restará nada, a mutilação vai ter que cessar.
O pior de tudo é que você não se importa.

sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

-

De passar perto do teu lugar sempre com o coração na mão, pronto pra te entregar.
Eu te penso na falta do que pensar.

segunda-feira, 2 de janeiro de 2012

Idéia quase brilhante

O ano novo já começou e que bom, alguns dias de sorte estão marcados na caderneta daquele que rege meu destino, esse finais sempre te forçam a uma reflexão de tudo que de repente passou a atormentar a tua vida, no meu caso estou na tentativa de um resgate forçado.

É só pela força da minha vontade mesmo, porque olha a quantidade de vezes que recebi a recusa... eu tenho os meus motivos pra ir atrás disso que já ficou algum tempo adormecido, estou gritando pra acordar um tempo que não vai voltar eu sei, a escolha te reinserir na minha vida parece boba e sem nexo nenhum pra você , mas pra mim tem um sentido tão valioso.

Eu quero ser tua amiga sem ironia e sem o duplo sentido que isso possa ter, das coisas que deram errado a gente pudesse fazer de um modo totalmente fora do convencional dar certo, infelizmente não tenho mapa de como podemos andar por esse caminho, que caminhássemos com naturalidade e se pra isso eu tenha que esquecer o que veio antes eu esqueço.

A idéia sempre foi essa meu amigo.