Sobre meu ser...

"Quando lhe faltar razão, que enfim fale o coração".
(Hélio Flanders)

segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

Vida

Caminhada;
Não me importo de caminhar;
Sinto meus pés, os passos, o chão;
É a vida;
O sangue ao correr nas veias;
O pulsar do coração;
Acontecimentos;
Sentimentos;
O estar no meio do mundo;
E aqui dentro;
Cercada de paredes, pessoas, objetos;
A beleza das imagens;
O beija-flor no jardim;
São tantos pequenos milagres;
Da vida faço arte;
Jogo de palavras;
Formo versos;
Me expresso;´
É viver.

domingo, 27 de dezembro de 2009

Silêncio

Ele está mudo e ela também, olhares vazios sem significado nenhum; como quem olha pro chão, vazio e não há palavras, as bocas já não gesticulam, lábios intactos, cerrados.
Situação constrangedora, relacionamento que regrediu, sumiu; não há nada para uni-los, as afinidades foram esquecidas, se perderam no meio do caminho.


P.S:Writing to reach you

sábado, 26 de dezembro de 2009

Erro

Ela está se dando conta dos fatos, não era pra ser, coisa que por dentro sempre soube, não há razão para tristeza, é aliviador pensar que as coisas poderiam ser ter chegado num grau de errôneidade bem maior. Ele não era digno de sentimentos.

sexta-feira, 25 de dezembro de 2009

MSN

Está ali nos meus contatos
Ao lado da foto está verde - "disponível"
Eu também estou
Passo horas a fio, sem me dar conta
Você também
E eu continuo aqui
Disponível pra você
A esperar um mísero OI
Pro papo fluir,como antes
Hoje somos só enfeites
De MSN

quinta-feira, 24 de dezembro de 2009

Sobre o Natal

Data festiva, os familiares se reunem e enquanto a hora não chega, vou ler um livro, escutar as canções batidas de todos os dias, ligo a tv, o filme parace ser bom me sento e decido assisti-lo.
Amanhã é 24 nos últimos anos eles foram iguais nas minhas lembranças, com minha querida Vó e meus estranhos parêntes, eles se dividem por afinidade pois afinal de contas, na vida é legal ter com quem identificar-se.
Queira que esse ano fosse diferente, no fundo o que me faz falta é alguém pra me beijar na testa e dizer FELIZ NATAL, sendo gesto de carinho, ele ainda não chegou.

"Ah! meus natais depressivos"

quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

Vagão de trem

Toda manhã ele passa e desperta a vizinhança, no seu saculejar pra lá e pra cá, são 7h da manhã tenho que pegá-lo e ao entrar me sinto em outro mundo, são tantos rostos diferentes cada um com a sua história.
Naquele vagão de trem, vi amores desabrocharem, corações serem partidos, gente cabisbaixa e outros felizes da vida, toda manhã é assim, os observo tentando desvendar algum tipo de mistério.